BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 6 de junho de 2010

the lovely bones



A inquietude dos sonhos é estranhamente familiar aos fracos. Outrora, olhava-me no espelho e meu reflexo nada transparecia. Jurei, que deste mal, não viveria. Finquei meus pés em terra e gritei aos céus, que isto, jamais deixaria brotar em mim. Em vão. Hoje me considero uma fraca. Orgulhosa e desprovida de martírio pessoal. Vivo em um mundo real, com catástrofes e duelos por um coração. Todavia, acho que vejo dragões, princesas em apuros e um pote de outro ao final do arco-íris. Como disse, fraca. Fraca de razão com um toque de emoção. Perco-me em meus pensamentos que vagam de um canto a outro sem um destino fixo. Ele é curvilíneo, nem é tão alto assim, seu embarque vem a todo instante, na mesma estação, no mesmo trem descarrilhado. Sonhos geralmente faziam-me rir, gargalhar inutilmente da ilusão que este causava. Sonhos eram sonhos. Recheados de caramelo, talvez chocolate, tinham na verdade sabor do mais puro algodão doce. Eram bons, são bons. São ilusões. São traições. São meus, são seus. Sonhos são sonhos.

É a nuvem mais alta, no mais alto céu, na mais alta lembrança de quem tem esperança. Esperança esta que tem como nome, estação final. De lá, deveria descer. Esquecer. Agradecer. Ver o trem partir, chacoalhando, voltando para pegar os atrasados. De lá, deveria crescer. Viver.

Bela dama, dama bela. Abra os olhos, seu mais puro algodão doce à espera. Seu sonho é sua vontade, não tenha saudade. Pois sei que intimamente convoco as lembranças do passado, suspiro pelo que ontem fui buscar, chorando o tempo já desperdiçado.




(Para a menina que esqueceu de ser menina, que logo virou mulher. Não uma mulher velha, porém, uma velha mulher. Com sorrisos ocultos e memórias apagadas. Não ela não é especial. Ela só não cresceu. Dedico-te então, relez senhora de quinze anos.)


4 comentários:

Anna Beatriz disse...

Lindo :)
beijos!

K disse...

ameei o texto!
to te seguindo tb *-*
Beijos'

Juliana Lima disse...

Magnifico!! Autoria sua?

Bella F. Costa disse...

Sim!
Todos são de minha autoria :)