BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

como a velha inocência,


as vezes tudo sai do lugar, os pés fazem-se cabeça e as tripas,coração. a incessante busca pela verdade ora sufoca ora engorda. chocolates aleitados são requisitados por dentre noites frias de Novembro quando os cobertores tornam-se utensílios do cotidiano feminino, galgando degraus até ocupar a mesma posição de importância que o esmalte cintilante rosa blasê. encarar o espelho é só mais uma esquina até a estação final. logo depois vêem-se os cacarecos pelo chão, pequenas facetas quebradas pelo tempo, como acidentes de percalço. até que o airbag te empurra e braços agarram-te antes que caia, como letras musicais sem melodia, deixando a brisa soprar o som mais gostoso de se ouvir, seria aquela voz acrescentando sorrisos e uma pitada de pimenta-do-reino para dar gosto ao enjoante amor. os braços te seguram e o frio cortante te arranha a pele com passar do tempo, pelo simples e ameaçador. vulneráveis dias caminham com o intuito de chegarem e fazer o presente tornar-se passado usando o apenas "adeus". são passos leves sob areias fofas do sul, dedos entrelaçados balançando abobalhadamente enquanto o rádio xia procurando a estação habitual. lábios quentes aquecem e colocam tudo no lugar, ou terminam de espalhar o que ali e aqui ainda estava escondido. lábios espelhados tocam-se, vidro, com vidro. dois, um. onde quem quer buscar a sua verdade, dividi-se ao meio tentando encontrar o mapa da mina. abobalhada realidade,ser humano de facetas teatrais, sem imaginar que sua verdade está escondida nas vidraças mais próximas, porque quando começamos a expressar nossos sentimentos, é difícil parar...
*correr atrás do que realmente queremos é uma obrigação!

4 comentários:

Rodrigo disse...

"ser humano de facetas teatrais, sem imaginar que sua verdade está escondida nas vidraças mais próximas"

Não adianta nos esconder e disfarçar, a verdade está no nosso interior. E a gente não consegue enganar a nós mesmos. Se os sentimentos vêm, não adianta correr. Uma hora eles explodem, pedem para conhecer o mundo externo e sair de dentro do peito, onde ficam aprisionados.

*~ ℓαяιѕѕα (: disse...

Gostei do blog.
Está de parabéns.
^^
O mundo precisa da inocência das crianças.

Beeeijins e inté (:

medicine.practises disse...

Gostei muito do seu detalhismo, texto lindo e requintado rs
Te seguindo moça
http://medicinepractises.blogspot.com/

Fernanda Amylice disse...

às são tantas coisas, tantas informações dentreo de nós que é impossível fugir, e até entender. Gostei dos detalhas. ;)



visite: http://fernandaamylice.blogspot.com/